7 Coisas que Você Deveria Saber Sobre Artesanato Brasileiro

Rate this post

O artesanato é uma das formas de expressão de um povo. A necessidade de externar pensamentos, vivências, costumes e crenças é tão antiga quanto o próprio homem. Essa prática não se resume simplesmente à produção de peças, sendo também uma manifestação cultural de uma população.

A seguir, confira 7 coisas que você deveria saber sobre o artesanato brasileiro, que vão lhe ajudar a entender melhor essa arte e valorizar mais a produção da sua região e quem sabe buscar conhecer outros artesanatos de outras localidades.

Tudo Sobre Artesanato Brasileiro

7 Coisas que Deveria Saber Sobre Artesanato Brasileiro

1. É uma Fonte de Renda para o Artesão

Segundo pesquisa realizada pelo SEBRAE com 1.200 artesãos em 2013, foi constatado que 60% por cento dos participantes têm o artesanato como principal fonte de renda, sendo que 23% por cento trabalham de seis a oito horas por dia no ofício.

Apesar de vivermos em uma sociedade industrializada, em que muitas pessoas trabalham em linhas de produção ou venda de produtos, o artesanato é a possibilidade de concretização do sonho de ter o próprio negócio e ter independência financeira.

Além desses números apresentados, a pesquisa também relatou que a família participa na confecção das peças, o que denota um trabalho voltado para a subsistência.

2. O Artesanato Brasileiro é a Expressão da Cultura de quem o Produz

Na confecção do artesanato estão contidos diversos elementos. Além da matéria-prima, a técnica do artesão, muitas vezes passada de geração em geração, soma-se aos costumes, ritos e crenças de uma determinada localidade.

A renda baiana, por exemplo, carrega todo o saber fazer usando os bilros passado de mãe para filha, representando o modo de vida das mulheres batalhadoras em busca do sustento para a família.

A produção do artesanato indígena, utilizando sementes de árvores para fazer colares, usando a palha para fazer cestos e bolsas, acessórios que remetem ao modo de vida deles, pois fazem parte do cotidiano indígena.

3. O Artesanato Contribui para o Desenvolvimento do Turismo

Em cada lugar que você visita, sempre é possível encontrar artesãos vendendo diversos produtos. O visitante escolhe uma lembrança, leva um presente para a mãe ou uma blusa para a amiga, fazendo a economia local girar, uma vez que o dinheiro dele traz renda ao artesão, que posteriormente também irá consumir.

Além disso, aquele que comprou e gostou irá divulgar o produto, atraindo futuros turistas, mantendo o comércio naquela região.

4. O Artesanato Brasileiro Gera Sustentabilidade

Muitos artesãos usam materiais oferecidos pela própria natureza, como palha e sementes, ou resíduos que aparentemente não possuem utilidade e seriam descartados, como garrafas PET e lacre de latinha de refrigerante.

Essa atitude poupa o meio ambiente e ajuda a gerar renda através de materiais que seriam descartados. No caso dos que usam recursos naturais, os artesãos fazem a extração somente do que necessitam, para confecção em escala local. Inclusive após a extração, muitos fazem o replantio, para garantir a continuidade do recurso.

5. O Artesanato Promove Inclusão Social

Oficinas de artesanato promovem a aprendizagem de um ofício e a oportunidade de entrar no mercado de trabalho e ter renda própria.

Empresas como SEBRAE e SESC, além de iniciativas de Prefeituras Municipais e Estaduais oferecem cursos de capacitação voltados para práticas empreendedoras, para garantir que pessoas em estado de vulnerabilidade social possam se profissionalizar.

Outra forma de inclusão social oferecida pelo artesanato é a recuperação de detentos, que produzem desde objetos de decoração a roupas e acessórios para serem vendidos em feiras, possibilitando a ele aprender um ofício para se socializar e obter uma renda.

6. Possibilidade de Adquirir peças Individualizadas

Quando você vai a uma loja no shopping comprar uma blusa ou uma calça, aquela peça foi criada por uma fábrica grande com produção em maior escala.

Da mesma forma que você comprou uma peça, outra pessoa também pode encantar-se pela mesma peça e não há problema nenhum nisso. Entretanto, se quiser algo diferenciado, mais a sua cara, ao adquirir uma peça artesanal, estará levando um produto que um artesão criou com todo o esmero, produzindo em menor escala e voltado para a sua subsistência.

Será uma lembrança personalizada de um momento bacana da sua vida, que é realizar uma viagem. Lembre-se que o artesão produz as peças à mão, com poucos recursos, por isso dificilmente duas peças sairão iguais.

7. Artesanato Brasileiro é Popular no Exterior

Assistindo a jornais televisivos mostrando matérias sobre artesanato, é fácil notar que os produtos, além de serem vendidos em solo brasileiro, também são exportados para a Europa, África e Estados Unidos. Você pode até pensar por que esses produtos são exportados, pois lá fora também deve existir comércio de biquínis, bolsas, sabonetes artesanais, acessórios, entre outros.

Entretanto, as peças artesanais são únicas, possuem visual diferenciado e agradam a todos os gostos com sua variedade. Talvez não sejam tão valorizadas como merecem por serem encontradas em diversas localidades, mas há quem pague caro por elas.

Isso demonstra que temos uma riqueza cultural que devemos apoiar, para que ela possa continuar a ser produzida.

O que achou dessas dicas incríveis?. Comente aqui abaixo. Também curta nossa página no Facebook para receber outras dicas e passo a passo de artesanatos.

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: